Imagina eu e você

by - 1.8.17



Imagina vai... Só por um minutinho desse teu dia corrido. Estuda daqui, trabalha de lá, imagina a gente. Consegue imaginar? Tudo bem, eu dou uma ajudinha. Já vou logo dizendo que não seriam só flores. Soma esse seu jeito soltinho com minha neurose com o mundo e, qual o resultado? Um big
bang!

Continuando... Não seriam só espinhos também. A gente tem tudo a ver, na cama ou no rolê, escolho nós dois. Conhecer pessoas é com a gente, comer bobagens, do tipo tapioca de leite condensado, Nutella e paçoca, também. Curtir um som? Agora mesmo! Imagina só se não ia ser demais. Imagina, vai...Já vou logo dizendo que não largo meus amigos, mas isso é tranquilo, sei que você também não larga os seus. "Amigos de fé" é para isso, toda hora, sem largar. Acho que vou gostar deles, acho que os meus vão gostar de você como eu gostei: De primeira!

Essa parte conto já, já. Vamos dizer que imaginar nós dois não tem sido difícil para mim... Eu
tenho imaginado bastante, mesmo sem querer, até mesmo sem dever, porque está claro que não vai rolar. Eu e você? Não alimento esperanças, mas elas têm estado nutridas mesmo assim.

Quando você vai perceber? Não que eu dê pinta. Aquele meu sorriso gigante quando te vejo? Acontece com qualquer um, nada demais. Ah, o abraço? Caloroso e receptivo, sempre? É mania minha, não que eu queira te abraçar toda hora. A alegria e as risadas exageradas? Deixa para lá, moço, tenho uma história para contar! O dia que te vi pela primeira vez.

Ah, achei que fosse uma bobagem qualquer, na verdade, ainda desconfio que seja. Mas me pego pensando que não. É que tem um bichinho apitando dentro de mim avisando que você vai marcar minha vida, ele nunca se enganou, e de tanto falar já está atacando minha inquietação, dando nos nervos... Quando vi você naquela praça, com aquele traje atípico e com o horário atrasado... Meu Deus! Você pareceu mais do que só um cara barbudo e engraçado, você pareceu "O Cara Barbudo e Engraçado".

Simpatizei com você e logo fazia parte do seu grupo e das suas piadas. Não que eu queira me entregar fácil, mas me conta por quê me abraçou tão forte. Conta o motivo pelo qual sorriu tão sincero quando eu disse que iria com você - para onde, afinal? - conta mais. Não que eu queira dizer que gostar de Los Hermanos é mais uma coincidência das várias que têm me levado até você, mas é inevitável quando ninguém é mais sentimental que eu.

Quando eu misturo mil fórmulas de amor para dizer algumas palavras tolas no meio da madrugada, alguma conversa boba, é para você imaginar.

Então, quando eu digo que não, na verdade, eu estou querendo dizer: Imagina eu e você!

-


Nath Soares
Uma menina-mulher, brasiliense, perdida nos sonhos e achada no meio das palavras. Escreve desde que aprendeu a unir letras para formar mensagens. Por ironia, cursa Letras, talvez para se entender. Ama a escrita, mas mantém paixões como violões que não sabe tocar, corações que não acha a porta e a saudade, que preza pela inspiração que lhe traz. Coleciona canecas, miniaturas e amores inacabados. Carrega vícios como café, livros, rock e MPB. De amor e romance, tem o ser inteiro.
FANPAGE | |INSTAGRAM | 


Você pode gostar também

0 comentários