A gente poderia ter sido

by - 26.7.17




Hoje você (re)apareceu. Assim, do nada, começou a me seguir no instagram.


Confesso que fiquei um pouco mexida, mas nada preocupante. Fiquei mexida porque pensei em tudo que a gente poderia ter sido, mas por algum motivo inexplicado, não fomos. A gente poderia ter sido muita coisa. Mas principalmente feliz.

Um casal sorrindo enquanto passeia com o cachorro na rua numa manhã de domingo, ou aquele casal que passa no supermercado pra escolher o que comer mais tarde quando tiverem vendo um filme qualquer juntos.

A gente poderia ter sido cor no dia cinza, música no silêncio, amor no caos. Mas a gente não foi. A gente não passou de um sopro no ar, daqueles que vem rápido e na mesma hora já se foram.

Poderíamos ter sido muito. Mas não fomos. E nunca entendi o motivo. Eu tentei, juro que tentei. Passei quase um mês tentando entender, mas nada fez sentido pra mim. Então apenas aceitei. Aceitei que não era pra ser.

Mas ainda acho que a gente poderia ter sido muito. Foi aí que descobri que aceitar nem sempre é entender. A gente aceita por não ter nada ao alcance que possa ser feito. Então, aceitei que a gente não tenha sido.

Ah, mas a gente poderia ter sido muito.

-


Marina Couto

Marina Couto
22 anos, estudante de Letras, forrozeira e apaixonada por palavras. Escrevo pra me sentir livre, não tenho destinatário certo, acho que assim fico mais desapegada e escrevo Com a alma. Gosto de escrever para as outras pessoas saberem que não estão sozinhas. Quem vai ser meu interlocutor? Quem ler decidirá se aceita ser ou não. Se você se identificar, é um novo interlocutor, escreverei pensando que não estou só. Escreverei pra nós.
BLOG | FANPAGE





Você pode gostar também

0 comentários